Planalto Tratores
Valtra

Dicas

Dicas e Recomendações para • Motor • Filtros de AR • Óleo, Filtros e Graxas • Transmissão • Radiador • Geral Motor - Diariamente, antes de dar a partida do motor, faça a drenagem da água e das impurezas que se acumulam no fundo do filtro sedimentador. Solte o bujão de dreno, situado na parte inferior, deixe escorrer um pouco e feche novamente. - Diariamente verifique o nível de óleo do motor. - Durante o amaciamento do motor (entre 200 e 300 horas) deve ser evitado trabalhar em marcha lenta por longos períodos. Não ultrapasse o limite máximo de rotação, procure trocar de marchas durante o trabalho. - Nos tratores com motores turboalimentados, nunca acelere bruscamente o motor no momento da partida, pois o óleo demora um pouco para chegar até o turbocompressor e pode causar sérios danos no mesmo. A mesma recomendação vale para quando desligar o motor. Deixe-o funcionando em marcha lenta (1000 rpm) por alguns segundos, antes de fazer o corte do combustível. - Verifique a pulverização, estanqueidade e pressão dos bicos injetores a cada 1000 horas de trabalho. - Nunca utilize o trator sem a válvula termostática ou com esta inoperante. O motor poderá superaquecer e fundir. - Cuidado ao manusear as pás do ventilador, pois elas são balanceadas. - Não desligue o motor bruscamente caso o mesmo venha a superaquecer, mantenha o motor funcionando em baixa rotação durante alguns minutos antes de desligá-lo. Filtros de Ar - A manutenção do sistema de filtragem do ar deve ser executada somente quando acender a luz de alerta de restrição no painel. - Quando a luz de alerta de restrição acende, não é necessário parar o trator imediatamente. Poderá trabalhar ainda por algumas horas, porém deve ser observado se o motor apresenta perda de rendimento, se solta fumaça além do normal ou se superaquece, o que determinam a sua parada. - Caso o trator estiver sem força para tracionar o implemento, soltando fumaça mais do que o normal ou superaquecendo, verifique se o sistema de filtragem não está obstruído, pois poderá ocorrer falha no sistema elétrico e não acender a luz de alerta de restrição. Neste caso, pare o trator e efetue a manutenção necessária. - Caso aplique jatos de ar para limpeza do filtro, a pressão máxima é de 5 bar (70 lb/pol²) e deve ser feita de dentro para fora. - O filtro secundário (de segurança) não admite processo de limpeza. -O filtro secundário deve ser trocado sempre que o filtro principal for substituído. - Trocar ambos os filtros após o período de 1 ano em uso. - Verificar periodicamente o estado das mangueiras, o aperto e a posição das abraçadeiras. - Use sempre filtros genuínos (ar ou de óleo), pois estes possuem garantia do fabricante. Óleo, Filtro e Graxa - Use óleo com as especificações recomendadas pela Valtra. - Evite o contato com o óleo drenado, ele está aquecido e pode causar queimaduras. O óleo e os filtros usados devem ser manejados com cuidado e colocados em locais adequados. - Aperto exagerado dos filtros poderá causar danos na rosca ou nas juntas de vedação. - Não deixe o óleo ficar abaixo do nível mínimo especificado, isto poderá causar graves danos ao conjunto. - Graxa, usar 1/3 ou no máximo 2/3 da área total. Transmissão / Embreagem - Não faça a mudança do grupo de velocidades (L, M, H ou R) com o trator em movimento. - Use a velocidade adequada para cada operação, utilizando sempre marchas reduzidas quando operar ou transitar em declive e aclive. - Não faça manobras com o bloqueio acionado. - Quando estiver operando normalmente o trator, não descanse o pé sobre o pedal da embreagem, pois isto ocasiona o desgaste prematuro do disco, platô, volante do motor e rolamento de encosto (chamamos isso de enforcamento do sistema). - No trator com embreagem dupla, não deve ser esquecida a alavanca da embreagem da TDP acionada (enforcada), pois pode danificar o mancal de encosto do motor. - Não inicie ou reinicie a operação com o implemento penetrado no solo, pois precisará de mais rotação do motor (força) para mover o trator / implemento e causará desgaste prematuro do conjunto. - Fique atento com relação à folga livre do pedal. Essa folga tende a diminuir com o desgaste do disco. Faça nova regulagem quando o valor atingir o limite especificado para cada modelo de trator. - A não lubrificação da guia da embreagem, a cada 250 horas, poderá causar sérias avarias no sistema. Radiador - Espere o líquido esfriar antes de abrir a tampa. Se abri-la com o líquido muito quente e com a pressão existente no sistema poderá sofrer queimaduras. Após esfriar, gire a tampa até a primeira posição ou ¼ de volta para deixar escapar o vapor e a pressão remanescente e só depois remova a tampa. - Use sempre aditivo misturado à água e na proporção recomendada pelo fabricante. Nas regiões muito quentes não há necessidade de usar o anticongelante, use somente o anticorrosivo. - Não misture marcas de aditivos diferentes, pois pode ocorrer reação química. - Recomenda-se preparar a mistura, água + aditivo em separado. - Ao trocar a tampa do radiador observe o número que está gravado na parte superior (7), pois ele é que determina a pressão correta do sistema de arrefecimento (em psi). - Mantenha sempre limpo Geral - Não altere as características construtivas do trator, pois poderá colocar em risco a sua própria segurança. - Use sempre o cinto de segurança. - Nos tratores sem cabine use o protetor auricular, tipo concha ou plug. - Observe constantemente as luzes de alerta do painel. Se algum alerta permanecer aceso após a partida ou durante o trabalho, pare o trator e procure definir a causa do problema. - Durante a jornada de trabalho, faça algumas paradas para uma rápida vistoria no conjunto trator / implemento. - Durante a operação com carga contínua, utilize sempre o acelerador manual. - Nas manobras de cabeceira não é recomendável manter a direção esterçada até o batente por muito tempo e utilize sempre o acelerador de pé, controlando a rotação de acordo com a necessidade. - Na operação com carretas, utilize somente o gancho de tração. Inspecione o pino de engate quanto ao desgaste e verifique se o mesmo está corretamente posicionado e travado. - No transporte de cargas, verifique a distância necessária para a frenagem, leve em consideração que, quanto maior for a carga, maior será a distância para parar - Nunca transporte cargas que superem o próprio peso do trator, a menos que a carreta tenha seu próprio sistema de freio. - Na operação em rampas e terrenos acidentados tenha em mente a possibilidade da parte dianteira do trator levantar-se, perdendo a estabilidade. Caso necessário, utilize contrapesos dianteiros para equilibrar o trator. - Tenha muito cuidado no uso das alavancas de controle de posição. Antes de acioná-la, verifique se o implemento ou qualquer outra máquina que estiver acoplada no trator não atinja pessoas, animais, objetos ou você mesmo, na sua descida ou no seu levantamento. - Antes de acoplar a mangueira do cilindro hidráulico externo, despressurize o sistema e limpe a superfície do engate rápido. Cuidado ao manusear o sistema, pois a pressão é alta. - No caso de operar cilindros de controle remoto que precisam de volume maior de óleo, o nível pode ser mantido na marca máxima. - A lastragem incorreta pode afetar o desempenho do trator, pois o mesmo pode estar consumindo parte da potência para carregar o seu próprio peso, além de aumentar a compactação do solo - Não ultrapasse a lastragem máxima recomendada pelo fabricante. - Nos tratores com rodagem dupla na traseira, a lastragem deve ser feita somente nos pneus internos. A pressão dos pneus internos deve ser de 2 a 4 psi maior que a dos externos. - Todo trator precisa trabalhar com índice de patinagem. - Cardan, a montagem errada provoca vibração excessiva que é prejudicial à transmissão. Observe a disposição dos garfos das cruzetas, devem estar alinhados.